ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

7. Efeito Mozart - O Poder da Música

Última modificação : Quarta, 29 Janeiro 2014 17:57


A ideia de que a música tem certas propriedades e poderes que podem aguçar nossa mente e transformar nossa alma é muito antiga. Essa era a base da civilização de Confúcio, de Pitágoras e seus seguidores e do Estado Ideal de Platão.Pitágoras dizia que a música era divina, pois era formada/construída por intervalos musicais que podiam ser definidos por proporções matemáticas. Os pitagóricos acreditavam que os números eram o centro do universo. Como os números não mudam, eles eram de origem divina. Logo, os intervalos musicais eram também divinos, pois representavam a expressão de um número.Platão foi quem colocou a música no patamar mais alto.


Em “A República”, ele desenvolve a teoria da “doutrina de ethos”. Nessa obra, Platão descreve a idéia de um Estado Ideal e como educar os meninos de maneira a se tornarem líderes. Segundo ele, duas coisas eram necessárias na educação fundamental dessas crianças: ginástica, para treinar o corpo, e música, para moldar o espírito. Somente a música do modo Dório e Frígio era permitida, pois só ela desenvolveria a bravura nas crianças. Apesar do Estado Ideal de Platão nunca ter sido colocado em prática, suas idéias musicais nunca foram esquecidas.

 

1. Introdução 

2. A Musica de Mozart

3. Desenvolvimento do aparelho auditivo

4. O som e o organismo

5. Mozart e as ondas cerebrais

6. Breve biografia de Mozart

8. Efeito de todos os estilos musicais no organismo

 

Fonte: “Efeito Mozart” - Don Campbell, Ed.Rocco