ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

2. Efeito Mozart - A Música de Mozart

Última modificação : Sexta, 04 Dezembro 2015 16:09



A MÚSICA DE MOZART

 

O Dr.Tomatis descobriu que a música de Mozart acalmava e melhorava a percepção espacial e permitia que o ouvinte se expressasse com maior clareza, comunicando-se com o coração e a mente. O ritmo, a melodia, a excelência de execução e as altas freqüências da música de Mozart claramente estimulavam e impregnavam as áreas criativa e motivacional do cérebro. Mas talvez o segredo da sua magnitude seja porque ela soa pura e simples. Mozart não tece uma tapeçaria deslumbrante como o grande gênio matemático de Bach. Não provoca ondas de emoções como o epicamente torturado Beethoven. Sua obra não tem a rígida simplicidade de um Canto Gregoriano. Não acalma o corpo como uma boa música folclórica, nem atira em movimento como um astro de rock. Ele é, ao mesmo tempo, profundamente misterioso e acessível e, acima de tudo, destituído de malícia. Daí a sua aura de Eterna Criança. Sua graça, seu encanto e sua simplicidade nos permitem divisar uma sabedoria mais profunda dentro de nós.A expressão estrutural e emocional ajuda a esclarecer a percepção tempo/espaço. A estrutura do rondó e da sonata-allegro constitui a forma básica na qual o cérebro torna-se familiar com o desenvolvimento das idéias.

 

1. Introdução 

3. Desenvolvimento do aparelho auditivo

4. O som e o organismo

5. Mozart e as ondas cerebrais

6. Breve biografia de Mozart

7. O poder da música

8. Efeito de todos os estilos musicais no organismo

 

Fonte:  “Efeito Mozart” - Don Campbell, Ed.Rocco