ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

CARMINA BURANA

Última modificação : Domingo, 06 Novembro 2016 12:29




ORFF, CARL (1895-1982)

ALEMÃO - ESCOLA NACIONALISTA AUSTRO ALEMà - 20 OBRAS

 

CARMINA BURANA

"Canções de Abadia de Benediktbeuren" (1936)

 

21 poemas medievais, a maioria cantada em latim, para solistas, coro e grande orquestra

 

Cantada em francês antigo, alemão medieval e latim, Carmina Burana é baseada em textos poéticos do século XIII, pertencentes ao manuscrito conhecido como Codex Latinus Monacensis, encontrado em 1803 no convento de Benediktbeuern, na Baviera. O códex é composto por 315 composições poéticas de monges errantes, das quais o compositor extraiu algumas canções e arranjou para orquestra e coro, estruturando a obra em prólogo e três partes.

 

No prólogo há uma invocação à deusa Fortuna.

 

Na primeira parte – Primo Vere (Primavera) – celebra-se o encontro do Homem com a Natureza.

 

Na segunda – In Taberna (Na Taberna)– predominam os cantos goliardescos que celebram as maravilhas do vinho.

 

Na terceira – Cour D’Amours (Corte de Amores) – exalta-se o amor.

 

Ao final, repete-se o coro de invocação à Fortuna.

 

A obra estreou na Ópera de Frankfurt, em 1937, e integra a trilogia completada com Catulli Carmina (1943) e Trionfo di Afrodite (1952).

 

 

Vídeo