ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

HARMÔNIO

Última modificação : Segunda, 21 Setembro 2015 16:24


 

Harmônio ou Harmonium (ing.)  é um instrumento de sopro, com teclado, depósito de ar, e palhetas livres, sem tubos. O ar proveniente de foles põe em movimento cada palheta, quando é apertada a respectiva tecla. Os foles são operados por pedais ou, em modelos mais recentes e mais sofisticados, por um motor elétrico. Inventado no século XIX pelo francês Alexandre Debain, tem sido largamente usado como substituto do órgão, especialmente como acompanhamento no canto coral. Chama-se também melódium, órgão de sala ou órgão expressivo, sendo este último nome motivado pela possibilidade de tocar-se com o instrumento "crescendo" e "decrescendo", o que não é possível com o órgão comum.

 

Existem dois tipos de harmônio: com ar comprimido e com ar aspirado. A sonoridade do segundo tipo é mais fraca, mas mais delicada. O instrumento, desenvolvido no século XIX, do orgue expressif é construído em tamanhos diferentes, variando sua extensão sonora, bem como o número de registros. Os mais comuns são: corne inglês, flauta, bordone, clarinete, fagote, oboé, musette, harpa eólia, voz celeste, além dos registros mecânicos ou mudos, que possibilitam modificações diversas: forte, trêmulo, abafador, gran jeu, entre outras.

 

O puxador deste último geralmente é construído como joelheira e reúne todos ou quase todos os registros. Às vezes os fabricantes acrescentam às indicações dos registros certas referências em pés - 2', 4', 8' e 16' - e permitem, assim, comparações com os registros de órgão - 16' muito grave, 8' voz masculina, 4' voz feminina e 2' voz infantil.

 

Vídeo

 

 

 

Fontes:

. Dicionário de Música Zahar

. Dicionário Enciclopédico da Música e Músicos, Robert Fux