ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

ERHU

Última modificação : Quarta, 30 Setembro 2015 16:24



O Erhu é um instrumento musical originário da china com duas únicas cordas e é tocado com um arco (normalmente feito com crina de cavalo, como nos arcos de violinos comuns, mas há também os sintéticos). Ele é também chamado de violino chinês ou Chinese violin, na língua inglesa, embora tenha aparecido muito tempo antes do violino. O instrumento é um dos mais conhecidos da China, como o guzheng e a pipa.



Erhu Wikipedia

Fonte: Wikipedia.org

 

História

A origem do Erhu remonta a dinastia Tang, entre os séculos Vll e X. Naquela época o Erhu era um instrumento popular nas minorias étnicas do noroeste chinês. Por mais de mil anos, o Erhu foi usado para fazer o acompanhamento das óperas tradicionais. Mas na era moderna, ele se difundiu como um "ganha-pão" de artistas de rua, e por isso, não era considerado um instrumento de prestigio.

 

No entanto, no início do século XX, os moradores de Wuxi, descobriram que o instrumento era capaz de reproduzir melodias de beleza extraordinária.

 

O primeiro caractere chinês do nome do instrumento ( , Er , dois) significa que ele tem duas cordas. Outros afirmam que a explicação vem do fato de que ele é o segundo maior da família Huqin (a família dos violinos chineses). O segundo caractere ( , hu ) indica que é um membro da família Huqin. O nome Huqin significa " instrumento bárbaro", mostrando que talvez o instrumento seja originário do norte ou oeste da China.

 

Origem

O Erhu consiste basicamente em um braço vertical, onde há dois afinadores na parte superior, e na parte inferior há um pequeno corpo ressonador (caixa de som) que é coberto com pele de cobra phiton na frente. Duas cordas se estendem por todo o corpo do instrumento, desde os afinadores, até os dois pequenos pregos embaixo da caixa de ressonância, e uma corda que amarra as duas cordas juntas com o arco (Qian Jin). E, para finalizar, uma pequena ponte de madeira na caixa de ressonância encima da pele, onde as duas cordas ficam apoiadas produzindo o som. Para abafar e equilibrar o som, se coloca uma espécie de esponja embaixo da ponte.

 

O Erhu tem algumas características incomuns.Seu timbre característico é produzido pela vibração da pele, e não da madeira, como em um violino comum. O braço não encosta nas cordas e as notas são feitas pressionando-se as corda sem que elas encostem no braço.

 

A corda de dentro (mais próxima ao musico) é geralmente ajustado para D4 e a corda de fora (mais grossa) para A4, quinta maior. O alcance máximo do instrumento é de três oitavas e meia, de D4 até A7. Normalmente se alcança somente duas oitavas e meia.

 

Diversas madeiras densas e pesadas são utilizados na construção de um Erhu. Normalmente são usadas madeiras das florestas chinesas, como zi tan (紫檀 o sândalo vermelho e outras madeiras do gênero Pterocarpus, como padauk ), lao hong mu (红木 madeira vermelha), wu mu (乌木 madeira negra), e hong mu (红木 madeira vermelha). Um típico Erhu mede cerca de 81 centímetros de altura e o comprimento do arco normalmente é de 81cm.

 

No século XX, substituiu-se o uso das cordas de seda pelas de aço pelas.Em 1958, os instrumentistas profissionais começaram a usar as cordas de violino como padrão, iniciando aí a era das cordas de metal. Mais tarde foram criadas cordas específicas para Erhu.

 

Afinação

O Erhu é quase sempre ajustados para o intervalo de uma quinta. A corda de dentro (mais próxima ao musico, e mais grossa) é geralmente ajustada para D4 e a corda de fora para A4.

 

 

Vídeo



 

 

Fonte:

Wikipedia.org