ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

FINLÂNDIA, OP. 26

Última modificação : Quarta, 01 Julho 2015 14:19


 

JEAN SIBELIUS (1865-1957)

FINLANDÊS – ESCOLAS NACIONAIS – ESCANDINÁVIA – 134 OBRAS

 

Poema sinfônico em 1 movimento

Ano da composição: 1900

Data da estreia: 02 de julho de 1900, em Helsinki

Helsinki Philharmonic Society, Robert Kajanus (regente)

Primeira publicação: 1905

Estilo: Início do século XX

Instrumentação: 2 flautas, 2 oboés, 2 clarinetas, 2 fagotes, 4 trompas, 3 trompetes, 3 trombones, tuba, tímpanos, triângulo, címbalos, bombo, cordas.

 

 

Em 1899, Sibelius compôs música para acompanhar uma série de quadros patrióticos retratando eventos da história finlandesa, apresentados em manifestações e planejados como uma declaração do nacionalismo finlandês. Partes da obra foram interpretadas em concerto mais tarde, e o Finale agitado, originalmente intitulado "O despertar da Finlândia", logo se tornou popular. No ano seguinte, Sibelius criou uma versão da obra como concerto individual.

 

Finlândia abre com um crescendo de metais e rufar de tímpanos, evocando imagens da paisagem selvagem finlandesa. A música é desenvolvida pelas cordas e madeiras, antes da fanfarra de trompetes levar a uma seção mais vivaz derivada do tema de abertura. Surge então o famoso "Hino Finlândia", entoado primeiro pelas madeiras, depois pelas cordas, antes do retorno da música mais rápida rumo a um desfecho glorioso.


Era comum na época trocar o nome da peça nos concertos para iludir a censura russa, e isso adquiriu ares de piada. Os títulos com os quais a peça foi mascarada foram numerosos; um dos exemplos mais característicos é Sentimentos Felizes ao Amanhecer da Primavera Finlandesa.


 

 

Vídeo


 

 

 

Fonte:

Guia Ilustrado da Música Clássica Zahar

IMSLP/Petrucci Music Library