ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

PUCCINI, GIACOMO (1858-1924)

Última modificação : Sexta, 09 Janeiro 2015 17:37



ITALIANO – ÓPERA ROMÂNTICA – 38 OBRAS


Puccini foi o último da grande linhagem de compositores italianos de ópera romântica. Com Tudandot, sua obra-prima inacabada, pode-se considerar a tradição consumada, embora nessa obra Puccini já explorasse grande parte da nova linguagem musical do século XX. Suas óperas mais populares, La Bohème, Madama Butterfly e Tosca mostram seu talento para hipnotizar as plateias com pura intensidade dramática.

 

Vida. Compositor italiano, Giacomo Puccini nasceu em Lucca a 22 de dezembro de 1858 e morreu em Bruxelas a 29 de novembro de 1924; descendente de uma família de tradição musical: seu pai, seu avô, seu bisavô e seu tetravô ocuparam o cargo de maestro di capella na catedral de San Martino, em Lucca. Em 1880, graças a uma bolsa de estudos, pode ingressar no conservatório de Milão, onde permaneceu três anos e teve como principais instrutores musicais Antonio Bizzini e Amilcare Ponchielli, o compositor de La Gioconda. Desde 1876, quando assistiu a uma representação da Aída, de Verdi, em Pisa, decidiu-se pela música operística. A partir de 1883, quando terminou o curso no conservatório, e até o fim da vida, compôs óperas que conheceram êxito fulminante, tornando-o o mais popular compositor italiano do séc.XX.

 

Projeção. Com Le Villi (1883; As Fadas) conhece Puccini seu primeiro sucesso. Inicialmente composta para um concurso de óperas de um ato, sua encenação no ano seguinte revela influência de Wagner, força dramática e riqueza melódica. Puccini, dotado de raro poder de criação melódica, possuidor de fina cultura musical e de uma linguagem muito pessoal, troca tudo pelo êxito comercial. Aborda épocas e ambientes diversos, sempre em busca de um toque de exotismo e do melodramático. Trata de todos os gêneros, do dramático ao cômico. Procura agradar as mais diversas platéias, culminando, em 1910, com a ópera La Fanciulla Del West (A Garota do oeste), especialmente escrita para o público norte-americano.

 

Obras. Manon Lescaut, baseada – como a ópera Manon, de Massenet – no romance de Prévost, é a  primeira ópera de Puccini a alcançar sucesso no exterior; hoje em dia, quase só é encenada na Itália. Seguem–se suas três obras mais populares: La Bohème, baseada no romance de Henri Murger; Tosca (1900), libreto tirado da peça homônima de Victorien Sardou; e Madame Butterfly, segundo uma peça de David Belasco. Após La Fanciulla Del West, Puccini ainda tenta dedicar-se mais seriamente  à música, sob influência de compositores modernos. Retorna à ópera com o lúgubre Il Tabarro (1918; O Capote) e a comédia Gianni Schicchi (1918). Sua obra prima talvez seja a inacabada Turandot (1924), completada por Franco Alfano.

 

 

 

 

Fonte: Enciclopédia Mirador Internacional