ConcertinoPortal de pesquisa da música clássica

Os mais famosos compositores da linha do tempo

LUCAS, LICIA

Última modificação : Quarta, 05 Setembro 2012 16:45


Pianista brasileira.

A grande dama do piano” - Diario Las Americas – Miami/USA

 

Licia Lucas nasceu no Brasil em Itu, Estado de São Paulo. Conhecedores da execução pianística, comparam Licia Lucas com a legendária pianista brasileira Guiomar Novaes. “O brilho de ambas está no encanto que emerge do interior de sua música; é como se os sons adquirissem personalidades próprias, distintas de sua natureza física, frutos da magia inexplicável que preside a construção da beleza intangível”.




LiciaLucas

 


Começou os estudos de piano em família com a professora Nayl Cavalcante Lucas, diplomando-se posteriormente na Escola Nacional de Música na classe da professora Neida Cavalcante Montarroyos. Dotada de uma sólida formação pianística e artística obtida em prestigiosos conservatórios europeus, Licia Lucas se especializou no Brasil com Homero de Magalhães, discípulo de Alfred Cortot e na Itália, no Conservatório de Santa Cecília de Roma, com Vincenzo Vitale, descendente artístico de Thalberg e de Cesi, este último que, a convite de Anton Rubinstein, foi Diretor da escola pianística de São Petersburgo. Sua educação musical foi aperfeiçoada com Bruno Seidlhofer e Hans Graf da escola vienense.

 

Iniciou sua prestigiosa carreira conquistando o Primeiro Lugar no Concurso para Solistas da Orquestra Sinfônica Brasileira, interpretando o Concerto “Coroação” de Mozart sob a batuta do Maestro Eleazar de Carvalho. Na Itália conquistou a Medalha de Ouro no concurso Internacional Viotti de Vercelli, sendo a mais jovem entre todos os concorrentes, concedida pelo presidente do Júri o famoso pianista Arturo Benedetti Michelangeli. Desde então tem já se apresentado com grande sucesso como recitalista e solista de mais de 50 orquestras sinfônicas de Europa, Estados Unidos e América Latina.

 

Licia Lucas foi aclamada na legendária Sala Tchaikovsky em Moscou como solista da Orquestra Sinfônica Estatal da Filarmônica de Moscou obtendo o aplauso da crítica especializada. A Revista “AMÉRICA LATINA”, em matéria assinada pela Sra. Natalia Constantinova, destaca:

 

“Na solene cerimônia de inauguração na Sala P.I. Tchaikovsky veio à cena uma encantadora mulher tão modesta como elegante. Logo que seus dedos tocaram os primeiros acordes, a audiência sentiu que intervinha uma brilhante pianista, capaz de competir com os mais destacados pianistas do mundo... Somente a explosão de aplausos e júbilo pode devolver o mundo para a realidade do acontecido”.

 

O nome de Licia Lucas se inscreveu no seleto grupo de artistas  que se apresentaram na legendária Grande Sala da Filarmônica de São Petersburgo ao ser longamente ovacionada como solista dos concertos para piano e orquestra de Beethoven No. 3 e Chopin No. 2 com a Filarmônica Acadêmica de São Petersburgo. Licia Lucas gravou com esta orquestra os concertos para piano e orquestra de Tchaikovsky Nº 1, Grieg em la menor, Beethoven Nº3 e Chopin Nº2.

 

Entre suas gravações destacam-se também as realizadas na Sala Tchaikovsky de Moscou com a Orquestra Estatal da Sociedade Filarmônica de Moscou, com a Filarmônica de Turim na Itália, nos Estados Unidos com a Arpeggione Kammerorchester da Áustria, assim como a gravação do 2º. Concerto de Bela Bartók para a TV Globo no Rio de Janeiro, com a Orquestra Sinfônica Nacional; os CDs gravados para o selo L’ART: “Il Barocco” assim como os “24 Prelúdios de Chopin”; o CD “Licia Lucas in Italy” gravado em 2008, na Itália na "Fazioli Concert Hall" e  o CD "Licia Lucas in Russia" gravado com a Orquestra Sinfônica da Rádio&TV de Moscou com o Concerto Nº2 e a Rapsódia sobre um Tema de Paganini de Rachmaninoff.

 

No Brasil Licia Lucas desenvolve intensa atividade pedagógica, é membro Titular da Academia Nacional de Música, membro do “Comité D’Honneur” da Fundação João de Souza Lima e na França  é membro do “Comité d’Honneur” da Fundação Franz Liszt. É fundadora da Academia Nicaragüense da Música e Presidente de Honra da Orquestra Jovem da Nicarágua, tendo recebido a Medalha de “Amiga e Mecenas da Arte e da Cultura Nacional” neste país, apoiando também no Brasil o projeto de diversas orquestras jovens. O livro “A Genealogia do Piano” publicado por Licia Lucas e Marne Serrano ha conquistado a admiração no Brasil e no exterior.

 

Familiar aos palcos do mundo, suas apresentações garantiram-lhe grande admiração por parte do público e da crítica. Na Itália o jornal L’Osservatore Romano escreveu a propósito:

 

 “Inteligência e admirável intuição poética..sensibilidade agógica e dinâmica, limpidez de toque..de forma a obter admiração geral e o entusiasmo do público”.

 

 

Site:  www.licialucas.com

 

 

Biografia e foto enviadas ao Portal Concertino pela pianista.